Você está aqui
Home > Esportes Olímpicos > Cesar Cielo foi o primeiro brasileiro campeão olímpico de natação

Cesar Cielo foi o primeiro brasileiro campeão olímpico de natação

Imagem: clicrbs.com.br
Imagem: clicrbs.com.br

Com um feito único e memorável nos 50 metros livre, Cielo bateu o recorde olímpico com o tempo de 21s30, apenas dois centésimos do recorde mundial, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.

Cielo já havia conquistado a medalha de bronze na prova dos 100 metros livre, e logo depois da conquista, prometeu que traria também o ouro para o Brasil. Poucos acreditaram, já que brigaria pela medalha com concorrentes de peso, como o francês Amaury Leveaux, que ficou com a prata e, o também francês, Alain Bernard, que ficou com o bronze. Mas o brasileiro cumpriu, com louvor, a sua promessa.

Imagem: clicrbs.com.br
Cielo com Amaury Leveaux (à esquerda) e Alain Bernard (à direita) (Imagem: clicrbs.com.br)

A medalha de ouro do atleta foi a primeira do Brasil em Pequim e também a primeira da natação brasileira em Jogos Olímpicos. Antes dele, as principais conquistas na modalidade eram as pratas de Gustavo Borges (100 metros livres em Barcelona, em 1992 e 200 metros livres em Atlanta, em 1996) e de Ricardo Prado (400 metros medley em Los Angeles, em 1984). O brasileiro também deixou para trás o atual recordista mundial dos 50 metros livre, o australiano Eamon Sullivan, que acabou apenas na sexta posição.

Imagem: clicrbs.com.br
Cielo comemorando a vitória e o recorde (Imagem: clicrbs.com.br)

Já nas eliminatórias, Cielo demonstrava que poderia surpreender. No primeiro dia, que disputou os 50 metros livres, quebrou o recorde olímpico, com 21s47, mas foi superado em seguida pelo francês Leveaux, com 21s46. Nas semifinais, Cielo marcou um novo tempo, 21s34, indo para a final com o melhor tempo entre os oito classificados.

Imagem: clicrbs.com.br
Cielo emocionado com o ouro olímpico em Pequim (Imagem: clicrbs.com.br)

A emoção de Cielo ao conquistar o ouro atraiu a simpatia do público do Cubo D’água (Centro Aquático Nacional de Pequim). Ao deixar a piscina às lágrimas, o brasileiro recebeu o apoio e os cumprimentos dos adversários. Depois de receber a medalha e ouvir o hino nacional do Brasil no lugar mais alto do pódio, Cielo chorou novamente e foi cercado pela equipe brasileira de natação, que invadiram a área de competição para abraça-lo. Foi com certeza um momento emocionante e memorável.

Rio 2016

Cesar Cielo está fora das Olimpíadas do Rio, que começam agora, dia 05 de agosto de 2016. O maior nome da história da natação brasileira ficou no terceiro lugar na final dos 50 metros livre do Troféu Maria Lenk e, ainda que tenha melhorado seu índice de qualificação, não conseguiu a vaga no Rio 2016. Cesar Cielo foi superado por Bruno Fratus e Italo Manzine, que vão representar o Brasil nessa prova este ano.

Visivelmente abalado e decepcionado com o resultado, Cielo pediu desculpas à torcida e aos pais, que mesmo com a derrota, foi muito aplaudido ao sair da piscina.

Deixe uma resposta

Top