Você está aqui
Home > Outros > Pelo esporte e nossos heróis brasileiros

Pelo esporte e nossos heróis brasileiros

_90729442_rafa1
Rafaela Silva. Foto: Getty Images

“Era só mais um Silva que a estrela não brilha”, o famoso rap dos anos 90, de Bob Rum, que fazia uma analogia à vida dos moradores das favelas cariocas, teria uma versão mais esperançosa este ano, se dependesse do esporte brasileiro. Nessa reta final da Rio 2016, já teve Silva em dose dupla nas medalhas de ouro, com Rafaela Silva, no judô, e da Silva, no atletismo. Além de quatro pratas com Isaquias Queiroz (canoagem de velocidade), Felipe Wu (tiro esportivo), Diego Hypólito (ginástica artística) e Arthur Zanetti (ginástica artística) e mais quatro para o bronze com Arthur Mariano (ginástica artística), Poliana Okimoto (maratona aquática), Mayra Aguiar (judô) e Rafael – também – Silva (judô).

Apesar de todos os problemas sociais, econômicos e políticos, da falta de investimento nos esportes, esses grandes heróis encheram de orgulho e lágrimas a grande torcida brasileira. Muitos deles já devem ter deixado de lanchar para pagar a passagem para ir para um treino ou não competiram por não ter dinheiro para viajar, mas nunca desistiram, venceram seus próprios limites, preconceitos, lesões e conquistaram também recorde olímpico, diante de tanta energia dos brasileiros.

Nessa reta final, o Brasil tem grandes chances de ganhar mais medalhas, inclusive nos esportes coletivos, e tentar superar as 17 conquistadas na Olimpíada de Londres, em 2012. E a gente fica na torcida pelos atletas, pelo esporte e pelo país.

631801-970x600-1
Thiago Braz da Silva. Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

Deixe uma resposta

Top