Você está aqui
Home > Outros > Casas dos Países: pesquise antes de ir para não entrar em uma cilada

Casas dos Países: pesquise antes de ir para não entrar em uma cilada

A visita às casas dos países podem não sair como o esperado. A maioria delas é gratuita, mas as filas podem se tornar enormes e, dependendo do horário, você pode não conseguir entrar. As Damas do Esporte tentaram conhecer algumas das casas e contam sobre a experiência. Algumas das Casas terminam no dia 21 de agosto, mas outras como a da Alemanha e da Suíça permanecem até o dia 18 de setembro.

A maior decepção ficou por conta da casa de Portugal, um barco da marinha portuguesa ancorado na Ilha das Cobras. Além da fila de duas horas para entrar, não havia nenhum tipo de quitutes portugueses ou exposição sobre a cultura do país, apenas a embarcação, cheia de turistas em fila, que, além disso, é bem parecida com o Cisne Branco, da marinha brasileira.

IMG_8586IMG_8741

A casa do México, no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, na Praça XV, vale a pena se você estiver com crianças. Após um pouco mais de uma hora de fila, a exposição Frida e Eu faz uma viagem lúdica pela vida e obra da artista plástica mexicana Frida Kahlo para o público infantil, por meio de propostas interativas. A exposição é promovida em parceria com o Centro Georges Pompidou, de Paris, França. Além de outras exposições, o local também oferece um carro de food truck com opções de tapas para vender. Mas tudo bem simples.

IMG_8599IMG_8602

Interessante para os fãs de lego, ou se estiver com crianças, é a casa da Dinamarca, no posto 10, de Ipanema. Lá está montada a maior maquete de lego da América Latina, representando o Rio de Janeiro. Ao lado, a criançada pode brincar e participar de atividades na Casa Lego. Ambas gratuitas e com fila para entrar.

Para os adultos, a casa da Alemanha, o Oli Ale, ao lado, é mais interessante e também tem programação para as crianças. O espaço conta com programação musical e atividades para os pequenos. No bar, com fila, vende cerveja alemã e comídas típicas e o público pode relaxar em um lounge na praia e assistir às competições no telão. Mas funciona apenas de quinta a domingo e também costuma ter fila para entrar. A boa notícia é que o espaço fica até 18 de setembro.

casa_alemanha-2-olimpiadas-rio-inspire-lifestyle

A casa Baixo Suíça, na Lagoa Rodrigo de Freitas, também fica até 18 de setembro e tem atrações para crianças e adultos. Apesar das grandes filas para entrar, assim como a maioria, o espaço tem um visual lindo, de frente para a Lagoa e conta com uma pista de patinação de gelo ao ar livre, pista de corrida com sistema de cronometragem e atrações típicas do país. Para os mais velhos, a casa também conta com telão e espaço para assistir aos jogos, além de festas gratuitas e área de alimentação com especialidades da Suíça.

IMG_9273

2 thoughts on “Casas dos Países: pesquise antes de ir para não entrar em uma cilada

  1. Conseguiu ir em duas casas, e pelo visto, o padrão é o mesmo: muita fila, pouco a se ver e se quiser beber ou comer precisa ter disposição pra ficar em pé.

  2. Na verdade a maior decepção é a casa da Colombia que depois de enfrentar uma filha de 2horas lá dentro só tem propaganda da Avianca e de biscoito industrial..nada de cultura só gente querendo te vender pacote de viagem. AFF.. e la fora tem uma fila gigante pra experimentar o café, que custa 10$ e é servido num copinho minusculo. Me arrependi…vale mais a pena ir na casa portugal que na casa colombia.

Deixe uma resposta

Top