Você está aqui
Home > Esportes Radicais > Surf > Seis brasileiros garantem vaga na terceira fase do Tahiti Pro

Seis brasileiros garantem vaga na terceira fase do Tahiti Pro

Caio Ibelli, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Miguel Pupo e Wiggolly Dantas são eliminados 

Dia 1 do Billabong Pro Tahiti 2016 (Foto: WSL / Kelly Cestari)
Dia 1 do Billabong Pro Tahiti 2016 (Foto: WSL / Kelly Cestari)

A Olimpíada acabou nesse domingo (21) e já está deixando saudade, mas a sétima e uma das mais esperadas etapas do WCT está apenas começando e promete mais um espetáculo da elite mundial do surfe. A janela que teve início no último dia 19 de agosto, começou com uma fraca ondulação e a WSL acabou decretando seu primeiro lay day. Mas neste sábado (20), foram iniciados os confrontos nas esquerdas de Teahupoo.

O dia começou com ondas inconsistentes de 1,5 metros e algumas séries maiores, mas no decorrer do dia a formação apresentou certa melhora e foi possível dar início ao Round 1, que teve todas as baterias realizadas no dia.

Dos brasileiros, Apenas Italo Ferreira, Gabriel Medina e o wildcard Bruno Santos conseguiram avançar direto para o Round 3. Adriano de Souza, Miguel Pupo, Alex Ribeiro, Jadson André, Alejo Muniz, Caio Ibelli, Filipe Toledo e Wiggolly Dantas perderam suas baterias e tiveram que tentar uma nova chance de classificação na repescagem.

O primeiro a se classificar foi Italo Ferreira, que enfrentou o havaiano Keanu Asing e o norte-americano Kanoa Igarashi. O brasileiro mostrou disposição, procurou o tempo todo as ondas e conseguiu dois bons tubos que o levaram direto a terceira fase, deixando seus adversários na repescagem.

Em seguida foi a vez de Gabriel Medina se classificar. Enfrentou o norte-americano Conner Coffin e seu compatriota Alex Ribeiro. Medina confirmou seu favoritismo na etapa, surfando o melhor tubo do dia até ali e garantindo sua vaga direta no Round 3.

O último brasileiro a se classificar logo na primeira fase foi o wildcard Bruno Santos, que enfrentou os australianos Matt Wilkinson e Stuart Kennedy. Os três pegaram apenas três ondas cada, mas Bruninho demonstrou muito conhecimento do pico, conseguiu um bom tubo rápido e despachou o líder do ranking, Matt Wilkinson, e Stuart Kennedy para a repescagem.

Na primeira fase não houve muitas surpresas, todos os favoritos superaram os seus desafios e se classificaram diretamente para o Round 3. E o havaiano John John Florence foi o destaque do dia, que conquistou um par de nove pontos e alcançou a maior pontuação do primeiro round.

Round 2

O segundo dia de disputas foi realizado neste domingo (21) em Teahupoo. Com ondas inconsistentes, por volta de 1 metro e algumas séries maiores, os surfistas precisaram se virar para pontuar, o que acabou influenciando diretamente nos resultados, além de render um dia de médias bem baixas.

Já no início, o mar fraco fez com que o confronto entre os brasileiros Adriano de Souza e Alex Ribeiro fosse reiniciado após os 10 minutos iniciais, já que, até aquele momento, nenhum deles havia pego nenhuma onda. Com a bateria reiniciada, Alex levou a melhor contra Adriano numa bateria de ondas e notas fracas, se classificando para o Round 3 e eliminando precocemente o atual campeão mundial, Mineirinho, da sétima etapa do mundial.

O próximo brasileiro a tentar a classificação foi Caio Ibeli que enfrentou o australiano Matt Banting. Caio não teve muita sorte em mais uma bateria difícil de pontuar. Mesmo surfando seis ondas, o brasileiro não conseguiu uma pontuação que fosse suficiente para superar seu adversário. Portanto Caio se despede da etapa e Matt segue vivo na competição.

Em seguida, outro confronto 100% verde e amarelo entrou no mar. Filipe Toledo enfrentou Jadson André. Com o mar ainda difícil, Jadson, que tem mais experiência no pico, conseguiu encontrar alguns tubos rápidos, que lhe renderam notas medianas, mas suficientes para garantir a vitória sobre Filipinho, que cometeu alguns erros incomuns na bateria, o que afetou suas notas e acabou eliminado da etapa.

Em mais um confronto de brasileiros, era a vez de Alejo Muniz e Wiggolly Dantas. Numa disputa de poucas ondas, sete no total, Guigui não conseguiu seus tubos incríveis e foi eliminado por Alejo, que se classificou para o Round 3.

Na última bateria do dia, Miguel Pupo acabou eliminado pelo norte-americano Kanoa Igarashi. Pupo começou pontuando bem, mas o estreante da temporada, conseguiu virar e garantiu sua vaga na terceira fase, eliminando o brasileiro.

Kanoa Igarashi, Dusty Payne e Joel Parkinson foram alguns dos destaques da segunda fase, conseguindo as maiores pontuações do dia.

Dos onze brasileiros que disputam a etapa, seis seguem vivos na competição. São eles: Gabriel Medina, Italo Ferreira, Alejo Muniz, Bruno Santos, Alex Ribeiro e Jadson André.

O Round 3 está programado para acontecer nesta segunda-feira (22), e tem sua primeira chamada a partir das 14h30. Portanto, fiquem ligados e vamos continuar torcendo para os nossos brazucas!

Resultados do Round 1:

Ht1. Jordy Smith (AFR) 8.00, Dusty Payne (HAV) (sem nota) e Ryan Callinan (AUS) 3.27
Ht2. Italo Ferreira (BRA) 13.50, Kanoa Igarashi (EUA) 5.34 e Keanu Asing (HAV) 7.40
Ht3. Adriano de Souza (BRA) 5.33, Miguel Pupo (BRA) 4.66 e Kai Otton (AUS) 14.33
Ht4. Gabriel Medina (BRA) 13.60, Conner Coffin (EUA) 5.60 e Alex Ribeiro (BRA) 3.47
Ht5. John John Florence (HAV) 18.40, Davey Cathels (AUS) 12.33 e Hira Teriinatoofa (PLF) 4.50
Ht6. Matt Wilkinson (AUS) 8.50, Stuart Kennedy (AUS) 7.37 e Bruno Santos (BRA) 11.90
Ht7. Michel Bourez (PLF) 14.83, Kelly Slater (EUA) 15.00 e Matt Banting (AUS) 9.30
Ht8. Julian Wilson (AUS), Nat Young (EUA) e Jeremy Flores (FRA)
Ht9. Sebastian Zietz (HAV) 16.07, Josh Kerr (AUS) 12.03 e Jadson André (BRA) 10.44
Ht10. Adrian Buchan (AUS) 12.00, Joel Parkinson (AUS) 5.87 e Alejo Muniz (BRA) 2.96
Ht11. Caio Ibelli (BRA) 8.70, Kolohe Andino (EUA) 13.50 e Jack Freestone (AUS) 12.80
Ht12. Filipe Toledo (BRA) 9.10, Wiggolly Dantas (BRA) 12.24 e Adam Melling (AUS) 17.67.

Resultados do Round 2:

Ht1. Matt Wilkinson (AUS) 14.17 x Hira Teriinatoofa (TAH) 13.50
Ht2. Adriano de Souza (BRA) 5.70 x Alex Ribeiro (BRA) 6.23
Ht3. Michel Bourez (TAH) 8.57 x Keanu Asing (HAV) 9.67
Ht4. Julian Wilson (AUS) 13.84 x Ryan Callinan (AUS) 13.50
Ht5. Caio Ibelli (BRA) 8.33 x Matt Banting (AUS) 10.93
Ht6. Filipe Toledo (BRA) 6.63 x Jadson André (BRA) 10.43
Ht7. Alejo Muniz (BRA) 11.17 x Wiggolly Dantas (BRA) 6.23
Ht8. Joel Parkinson (AUS) 14.00 x Jack Freestone (AUS) 2.03
Ht9. Josh Kerr (AUS) 12.17 x Stuart Kennedy (AUS) 11.00
Ht10. Nat Young (EUA) 11.40 x Davey Cathels (AUS) 10.10
Ht11. Dusty Payne (HAV) 14.27 x Conner Coffin (EUA) 13.74
Ht12. Kanoa Igarashi (EUA) 14.34 x Miguel Pupo (BRA) 12.33

Baterias do Round 3

Ht1. Ítalo Ferreira (BRA) x Keanu Asing (HAV)
Ht2. Kolohe Andino (EUA) x Adam Melling (AUS)
Ht3. Jordy Smith (AFS) x Matt Banting (AUS)
Ht4. Adrian Buchan (AUS) x Alejo Muniz (BRA)
Ht5. Nat Young (EUA) x Kelly Slater (EUA)
Ht6. Matt Wilkinson (EUA) x Bruno Santos (BRA)
Ht7. John John Florence (HAV) x Alex Ribeiro (BRA)
Ht8. Josh Kerr (AUS) x Dusty Payne (HAV)
Ht9. Sebastian Zietz (HAV) x Jadson André (BRA)
Ht10. Julian Wilson (AUS) x Jeremy Flores (FRA)
Ht11. Joel Parkinson (AUS) x Kanoa Igarashi (EUA)
Ht12. Gabriel Medina (BRA) x Kai Otton (AUS)

Deixe uma resposta

Top