Você está aqui
Home > Esportes Radicais > Surf > John John Florence conquista título mundial antecipado

John John Florence conquista título mundial antecipado

Havaiano também é campeão da etapa de Portugal 

John John Florence com o troféu de campeão mundial 2016 (Foto: Divulgação / WSL)
John John Florence com o troféu de campeão mundial 2016 (Foto: Divulgação / WSL)

Ainda falta uma etapa para terminar a temporada de surfe de 2016, mas a WSL já tem um campeão. O havaiano John John Florence já se consagrou vencedor nas semifinais da etapa de Portugal, depois de derrotar o americano Kolohe Andino. Com a classificação, John John acabou de vez com as chances matemáticas do brasileiro Gabriel Medina e aguardou a outra semifinal, em que o sul-africano Jordy Smith enfrentaria o americano Conner Coffin. Jordy era o único surfista que poderia impedir o título mundial de John John e precisava vencer a etapa, mas foi derrotado por Conner e viu o havaiano fazer a festa antes mesmo da final da etapa portuguesa.

– Não estou conseguindo acreditar agora. A ficha ainda não caiu. Tenho tanta gente para agradecer. Minha família, meus amigos, todos que estão aqui. Foi um longo ano, mas um dos melhores da minha vida! Aprendi demais – celebrou o novo campeão mundial de surfe – declarou, emocionado, John John.

Antes de disputar a final da etapa, John John Florence comemora título mundial antecipado, em Portugal (Foto: Divulgação / WSL)
Antes de disputar a final da etapa, John John Florence comemora título mundial antecipado, em Portugal (Foto: Divulgação / WSL)

Já com o título nas mãos, a final contra Conner Coffin seria apenas um protocolo para John John. Mas, mesmo assim, o havaiano queria mais. tanto que emplacou um belo aéreo antes mesmo do início da bateria ser autorizado. Relaxado, John John prosseguiu com seu show e fez mais um belo aéreo, dessa vez valendo, nos primeiros minutos, conseguindo uma nota 7.00. Já à vontade, ampliou sua vantagem com mais uma boa onda, nota 7.07. A bateria seguiu morna até Conner encontrar um belíssimo tubo, arrancar 8.60 dos juízes e entrar na briga pela vitória. Restando 15 minutos para o fim da decisão, o americano precisava de 5.47 para virar o placar. Mas o dia era mesmo de John John. Inspirado, primeiro conseguiu sair de um tubo espremido, dificílimo, e tirou 6.57. Na sequência, pegou um tubo limpo, emendou com uma rasgada e finalizou com um pequeno aéreo, nota 7.17. A sete minutos do fim, ele acertou um aéreo reverso e aterrissou perfeitamente. A manobra quase lhe rendeu uma nota 10. Com o 9.50 recebido, John John praticamente assegurou a vitória. Restando cinco minutos para o fim, Coffin necessitava de 8.08 para levar a etapa. O tempo se passou e a sirene tocou. Fim de bateria. Festa completa e merecida para John John Florence, vencedor da etapa de Portugal e campeão mundial antecipado.

O título foi o primeiro da trajetória extraordinária de John John, que faz parte da nova geração de surfistas incríveis que a elite mundial tem recebido. Com o resultado, Florence chegou a 56.400 pontos e não pode ser mais alcançado pelos adversários. O CT não era decidido de forma antecipada desde o título de Kelly Slater, em 2011. Com o título, o havaiano acaba com o jejum de 12 anos sem havaianos campeões mundiais, desde Andy Irons em 2004. Além disso, quebra a sequência de títulos brasileiros, após as conquistas de Gabriel Medina em 2014 e de Adriano de Souza em 2015.

A queda precoce de Medina em Peniche

Na última sexta-feira, 21, o vice-líder Gabriel Medina acabou superado pelo francês Jeremy Flores. A eliminação no Round 3 complicou a situação do brasileiro, que almejava adiar a disputa do título para Pipeline, no Havaí, em dezembro. Gabriel já havia passado um dobrado tendo que disputar a repescagem depois do Round 1, mas conseguiu vencer e avançar para a terceira fase. Mas o sonho do título caiu por terra quando foi eliminado na terceira fase e John John continuou avançando na etapa.

Resultados das finais em Portugal:

SEMIFINAIS

1: John John Florence (HAV) 13.84 x 8.47 Kolohe Andino (EUA)
2: Jordy Smith (AFS) 14.37 x 15.00 Conner Coffin (EUA)

FINAL
1: John John Florence (HAV) 16.67 x 9.93 Conner Coffin (EUA)

Ranking atualizado do WCT 2016:

1 John John Florence (HAV) 56.400
2 Gabriel Medina (BRA) 45.450
3 Jordy Smith (AFR) 41.700
4 Matt Wilkinson (AUS) 38.250
5 Kolohe Andino (EUA) 38.150
6 Julian Wilson (AUS) 35.600
7 Adriano de Souza (BRA) 34.100
8 Joel Parkinson (AUS) 32.200
9 Filipe Toledo (BRA) 31.900
9 Kelly Slater (EUA) 31.900
11 Sebastian Zietz (HAV) 30.700
12 Adrian Buchan (AUS) 29.700
13 Michel Bourez (PLF) 29.200
14 Italo Ferreira (BRA) 27.500
15 Caio Ibelli (BRA) 26.950
16 Josh Kerr (AUS) 25.950
17 Mick Fanning (AUS) 25.200
18 Stuart Kennedy (AUS) 24.700
19 Conner Coffin (EUA) 23.950
20 Wiggolly Dantas (BRA) 22.400
21 Miguel Pupo (BRA) 21.400
22 Nat Young (EUA) 18.900

 

Deixe uma resposta

Top