Você está aqui
Home > Damas do Esporte > Mulheres se destacam e abrem caminho no jornalismo esportivo

Mulheres se destacam e abrem caminho no jornalismo esportivo

ESPN contrata narradora e Argentina terá a primeira comentarista mulher na Copa do Mundo 

Devagar e sempre. Mesmo com muitas dificuldades, nós mulheres, estamos conseguindo ultrapassar barreiras e conquistar os nossos sonhos. Com cada vez mais mulheres em posição de destaque no mundo do esporte, conseguiremos estar, um dia, em pé de igualdade com os homens que atuam no cenário esportivo.

Recentemente, o narrador Luis Roberto da TV Globo gravou um vídeo para as Damas do Esporte falando sobre a importância do olhar feminino neste universo. “As mulheres têm um olhar de dentro para fora. Já os homens querem saber se o juiz roubou e quanto foi o jogo”, diz ele, ressaltando que os dois juntos (homens e mulheres) só tendem a somar.

Arnaldo Cezar Coelho, Fernanda Pizzotti, Luis Roberto e Luciana Zogaib
Arnaldo Cezar Coelho, Fernanda Pizzotti, Luis Roberto e Luciana Zogaib

Como alguns já sabem a nossa dama Luciana Zogaib participou recentemente do processo seletivo da Fox Sports, “Narra quem sabe”. Organizado pela jornalista Vanessa Riche, o projeto recebeu 300 inscrições e Luciana ficou entre as seis finalistas. Três foram escolhidas e vão narrar os jogos da Copa do Mundo nos canais da emissora. “Foram 40 dias de muito aprendizado. Aprendi ali o que levaria anos para aprender em diversos cursos e, apesar de não ter ficado entre as três, valeu cada minuto e outras portas também já se abriram”, diz Lu.

O canal fechado ESPN anunciou essa semana a contratação de Luciana Mariano para narrar os jogos pela emissora. Luciana foi a primeira mulher a narrar uma partida de futebol na TV na década de 90. Já a TV argentina Telemundo terá uma mulher comentando os jogos da Copa do Mundo in loco pela primeira vez. Viviana Vila comemora a conquista de mais um espaço.

“São os homens que seguem escolhendo e julgando nosso trabalho. Lamentavelmente, nós avançamos, mas muito pouco. Estou muito agradecida, confiante e alegre, mas também com muita responsabilidade para mostrar que efetivamente nós, mulheres, podemos fazer esse papel. Tenho sorte de ter sido escolhida, mas seguramente há muitas mulheres que podem fazer muito bem (o trabalho) aqui ou no mundo. Não tenho dúvidas de que é assim. Temos que encontrar os caminhos – e, se não nos chamam, criar os espaços uma vez mais”, afirmou.

É isso aí, Viviana! E nós, as Damas do Esporte, estamos criando e abrindo o nosso espaço!

#VemcomasDamas

Viviana Vila (ao centro)
Viviana Vila (ao centro)

Luciana Mariano

Deixe uma resposta

Top