Você está aqui
Home > Automobilismo > A Fórmula 1 está viva sim!

A Fórmula 1 está viva sim!

E mesmo sem representantes brasileiros. Falo isso com tranquilidade.

Neste fim de semana (15, 16 e 17/11), São Paulo respirou automobilismo. Isso porque o GP do Brasil coloriu a cidade de vermelho, azul, branco… Era só escolher a escuderia favorita e vestir a camisa – ou o boné. E nem a chuva de sexta desanimou os fãs.

Mas foi sábado e domingo quando a mágica aconteceu. Milhares de pessoas fizeram fila no Autódromo de Interlagos para não perder os detalhes da etapa brasileira. Era visível a animação da galera.

Em cada ronco de motor.

Em cada curva.

Em cada tempo marcado.

Tudo era motivo para comemoração e empolgação. Até porque o Brasil só é palco da corrida uma vez por ano, então tem que aproveitar.

Nas pistas, os pilotos não decepcionaram e entregaram um espetáculo diferenciado. E é disso que vamos falar agora.

A Corrida

Os ingredientes para a corrida de domingo começaram no sábado. No treino classificatório, os pilotos mostraram que não estavam para brincadeira. E olha que o campeão já está decidido.

No fim, quem fez o melhor tempo foi Max Verstappen, seguido de Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Charles Leclerc fez o quarto melhor tempo, mas devido a uma punição, já sabíamos que ele perderia dez posições. Com isso, quem largou em quarto foi Valtteri Bottas.

Tudo pronto para domingo. A torcida fazia a festa e no início da corrida já era possível ver que os pilotos iriam corresponder na pista. Leclerc, mesmo largado na parte trás, já começou conquistando posições enquanto o pelotão da frente fazia uma briga à parte.

Falando na parte da frente, o carro de Bottas não aguentou e ele teve que abandonar a corrida. E esse não foi o único carro quebrado em Interlagos, já que em uma disputa de posição, Vettel e Leclerc se tocaram e não conseguiram terminar a prova – sim, os companheiros de equipe.

Desnecessário? Muito.

Ainda falando de colisões, Hamilton acabou atrapalhando os planos de Albon, que vinha fazendo uma boa corrida até então. O atual campeão foi punido no fim e se desculpou pelo incidente.

Pilotos da Ferrari colidem e deixam a prova. (Foto: Reprodução Instagram @f1)

O Campeão

Quem passou por tudo isso e saiu ileso foi Max Verstappen. O holandês foi o destaque do sábado e do domingo e no fim ficou no lugar mais alto do pódio.

Vale lembrar que no ano passado o piloto quase venceu no circuito, mas acabou perdendo a prova por conta de um incidente com Esteban Ocon. Quem lembra?

Verstappen ainda teve ao seu lado o antigo companheiro de equipe, Pierre Gasly, que ficou entre os três melhores pela primeira vez na Fórmula 1. E vocês lembram que eu disse que Hamilton foi punido? Pois é. Ele foi o terceiro a cruzar a linha de chegada, mas quem ficou com a terceira colocação mesmo foi Carlos Sainz. E olha que ele largou em último!

Max Verstappen comemora o pódio com Pierre Gasly. (Foto: Reprodução Instagram @f1)

What a race, né?

Com isso, a F1 vai para a última etapa com a classificação geral da seguinte forma:

Lewis Hamilton

Valtteri Bottas

Max Verstappen

Charles Leclerc

Sebastian Vettel

Ou seja, Verstappen passou Leclerc, mas a briga pelo terceiro lugar ainda está aberta. Próxima parada, Abu Dhabi.

E ainda diziam que a F1 estava na pior…

Deixe uma resposta

Top