Você está aqui
Home > Outros > Mais do que um esporte, um estilo de vida!

Mais do que um esporte, um estilo de vida!

Foto: Lu’nivers Athletics

Na última semana Lisboa recebeu mais de 5500 atletas para o Europeu de Jiu-Jitsu brasileiro da IBJJF (International Brazilian Jiu-Jitsu Federation). O esporte criado pela família Gracie no Brasil atrai cada vez mais adeptos com os mais diferentes perfis, padrões e nacionalidades. Apesar das diferenças individuais, os participantes têm algo em comum: a paixão pelo esporte que é praticado pela maioria com o intuito de levar uma vida melhor e mais saudável.  

De acordo com Marcelo Coppa, brasileiro que atualmente mora na Inglaterra e faixa preta há mais de 15 anos, professor da modalidade e árbitro da federação, o esporte multidisciplinar é acessível aos mais diversos tipos de pessoas, das mais sedentárias aos atletas profissionais. “Considerado um dos esportes mais praticados no mundo, o Jiu-Jitsu brasileiro consegue tirar o máximo proveito de cada praticante.”, conta.

Também brasileiro e faixa preta, o competidor José Aldo Falk pratica Jiu-Jitsu há mais de 30 anos, dá aulas e promove eventos e seminários voltados para a modalidade. Aldo promoveu um evento no Rio de Janeiro e também juntou o dinheiro de seminários e rifas para conseguir vir para Lisboa participar do evento e tentar uma oportunidade de trabalhar com o esporte por aqui. Para o carioca que também dá aulas para crianças, o esporte ensina a ter disciplina, equilíbrio, técnicas de defesa pessoal e ajuda no desenvolvimento individual. “Gosto de dar aulas para crianças e acredito que se o professor sabe ensinar aos pequenos, ele está apto a dar aulas para qualquer um.”, completa.

Foto: Jean des Bouillons

Outro apaixonado pela modalidade, o chileno e faixa azul Andreas Contreras acredita que o Jiu-Jitsu é mais do que uma arte marcial ou um esporte, é um estilo de vida capaz de mudar a vida de muitas pessoas. “Vejo muitas mulheres e homens que passaram a se sentir melhor, mais seguros e inclusive mais bonitos depois que começaram a praticar o esporte.”, explica.

Deixe uma resposta

Top