Você está aqui
Home > Futebol > Campeonato Brasileiro > Terceira rodada do Brasileirão Feminino tem muitos gols e belas histórias

Terceira rodada do Brasileirão Feminino tem muitos gols e belas histórias

A terceira rodada do Brasileirão feminino terminou na tarde desta segunda (26) e teve 33 gols marcados, entre eles o gol que Pelé não fez. Além de muitos gols, muitas histórias foram escritas com superação e emoção.

O primeiro confronto da rodada foi entre o atual vice campeão Avaí/Kindermann e Grêmio. As gaúchas venceram fora de casa com uma atuação excepcional no primeiro tempo, onde abriram 3 a 0. Maiara foi o grande destaque marcando 2 gols, além do belo gol feito por Jane Tavares. Já na segunda etapa o time do Kindermann voltou com bastante intensidade e conseguiu marcar dois gols, final de partida Kindermann 2×3 Grêmio.

Morgana Schuh / Grêmio/Divulgação

Na Allianz Arena, em São Paulo, o Palmeiras recebeu o Cruzeiro para um jogaço. De virada, as Palestrinas venceram as Cabulosas por 4 a 2, com gols de Duda, Agustina, Bia Zaneratto e Chú; pelo lado mineiro, Mari Santos foi a responsável por balançar as redes. Com apenas dois minutos de bola rolando, Mari percebeu a goleira Taty adiantada e arriscou um chute do círculo central. A bola viajou por todo o campo e morreu no fundo das redes do Palmeiras, fazendo, como costumam dizer, “o gol que Pelé não fez”. Com a segunda vitória no Brasileirão Feminino, o Palmeiras soma 7 pontos e ocupa a vice liderança da tabela. O Cruzeiro, por sua vez, ainda não pontuou na competição. A equipe perdeu os três duelos que disputou e está, atualmente, na 15º posição.

Créditos: Thais Magalhães/CBF

Em partida movimentada, Napoli e Bahia ficaram no empate por 2 a 2, em Caçador, no Oeste catarinense. O Bahia abriu o placar aos nove minutos do primeiro tempo, com Moretti. O Napoli chegou ao empate com Thays, aos 35. Na segunda etapa, Gabi Itacaré recolocou as visitantes novamente em vantagem. Na sequência, porém, Soraya converteu pênalti e decretou a igualdade. Com o empate, as duas equipes chegam aos dois pontos e se mantém na zona de rebaixamento.

No Rio de Janeiro o Flamengo recebeu o Internacional e viu Mileninha sair do banco para marcar o gol da vitória aos 45 minutos do segundo tempo. Com a vitória as Gurias Coloradas garantiram o terceiro lugar na tabela. Já o Flamengo, que ainda não venceu e marcou apenas um gol no campeonato, ocupa a 12ª posição.

Jogadoras do Inter comemoram vitória sobre o Flamengo
Foto: Mariana Capra/Internacional

Quem enfim desencantou foi a Ferroviária que venceu, em Araraquara, ao bater o Real Brasília por 3 a 1. Com o resultado, as campeãs da Libertadores foram a quatro pontos e ocupam a sexta colocação. Os gols foram marcados por Ludmila, Barrinha e Monalisa, com Tábatha Dainara fazendo o de honra do time candango.

O atual campeão Corinthians segue com 100% de aproveitamento após a vitória diante do Botafogo por 3 a 1. Os gols do Timão foram marcados por Jheniffer, duas vezes, e Adriana. Brenda diminuiu para as cariocas. O jogo teve uma cena inusitada. Autora de duas assistências no jogo, a meia Giovanna Crivelari virou goleira nos minutos finais, quando Tainá sofreu uma lesão e precisou sair. Como Arthur Elias já tinha feito as cinco trocas, Crivelari foi para o gol e até realizou uma defesa num chute forte. Com a derrota, o Botafogo amarga a lanterna da competição.

Atacante Giovana Crivellari assumi meta após goleira Tainá deixar o campo lesionada
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

O São Paulo venceu a primeira na noite de domingo, a equipe bateu o São José pelo placar de 3 a 2, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. A atacante Glaucia terminou como grande destaque da partida ao anotar dois gols para o São Paulo. Giovaninha, aos 44 minutos do segundo tempo, assegurou a vitória de virada para a equipe tricolor. O resultado positivo deixa o São Paulo com quatro pontos, após três partidas disputadas no Brasileirão.

Fechando a rodada o Minas Brasília empatou com o Santos em 2 a 2. Robinha marcou um dos gols da equipe de Brasília e aproveitou o momento para homenagear seu ex-treinador de futsal Tio Chico, falecido no último dia 19 por conta de complicações da Covid-19.

Robinha homenageia Tio Chico após seu gol contra o Santos
Créditos: Patricy Albuquerque / Minas Brasília

Quem também prestou homenagem especial foi a atacante Bia Zaneratto que marcou um golaço na vitória do Palmeiras. Bia homenageou sua avó que faleceu em janeiro, aos 75 anos, por complicações da Covid-19.

Fechando as histórias da terceira rodada do Brasileirão Feminino, duas jogadoras atingiram a marca de 100 jogos na competição. Simeia, do Avaí Kindermann, e Djeni, do Internacional, atingiram o feito centenário.  Djeni comemorou a marca com mais três pontos. A meio-campista teve grande atuação e foi capitã do Inter na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo. Já Simeia acabou derrotada por 3 a 2 para o Grêmio, mas recebeu uma placa de Dona Brígida, esposa do presidente do Avaí Kindermann, Salézio Kindermann, pela marca.

https://twitter.com/BRFeminino/status/1386775950063456262?s=20
Luciana Zogaib
Jornalista e locutora esportiva

Deixe uma resposta

Top